20
Abr 10

 

 

Não sou, desde já confesso, particular admirador da poesia de Manuel Alegre (mas justo será dizer, igualmente, que não tenho acompanhado até à exaustão a sua obra). Na certeza porém, há um livro deste autor que considero belíssimo, talvez por ser algo diferente (na criação do verso, no ritmo, na metáfora, na temática) daquilo que normalmente associo à poética de Alegre. Esse livro intitula-se «Senhora das Tempestades» e foi editado pelas Publicações Dom Quixote em Fevereiro de 1998.

Estive a relê-lo, de fugida, ontem e hoje. Dele vos deixo aqui um poema.

 

*   *

 

Foz do Arelho

ou

Primeiro Poema do Pescador

 

 

Este é apenas um pequeno lugar do mundo

um pequeno lugar onde à noite cintilam luzes

são os barcos que deitam as redes junto à costa

ou talvez os pescadores de robalos com suas lanternas

suas pontas de cigarro e suas amostras fluorescentes

talvez o Farol de Peniche com seu código de sinais

ou a estrela cadente que deixa um rastro

e na mais.

 

Um pequeno lugar onde Camilo Pessanha voltava sempre

talvez pelo sol e as espadas frias

talvez pela orquestra e os vendavais

ou apenas os restos sobre a praia

«pedrinhas conchas pedacinhos d’osso»

e nada mais.

 

Um pequeno lugar onde se pode ouvir a música

o vento o mar as conjugações astrais

um pequeno lugar do mundo onde à noite se sabe

que tudo é como as luzes que cintilam

um breve instante

e nada mais.

 

                                                          Foz do Arelho, 8.8.96

 

publicado por flordocardo às 17:35
tags: ,

Boas férias, na minha infância, passei por aí, águas frias...mas bom areal...
Porto Santo a 20 de Abril de 2010 às 20:29

Passei há alguns anos férias na Foz e adorei...desta praia tenho óptimas recordações.
Estou de volta mas com pouca inspiração.
Abraço
ónix a 22 de Abril de 2010 às 23:43

Alô, alô! Finalmente!!!
Inspira-te depressa!
E passou tanta coisa por aqui nestas semanas e que terás perdido...
Abraço! *
flordocardo a 23 de Abril de 2010 às 00:10

Abril 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO