22
Abr 10

 

 

Rui Pedro Soares, o ex-administrador não executivo da PT (que ganhava 3,5 milhões de euros/ano), foi chamado a depôr na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga o malogrado negócio PT/TVI.

O promissor fulano foi lá e disse:

 

1 - Que… a CPI é a versão moderna do Circo de Roma (até será, creio…);

2 - Que… «Se alguma vez invoquei em conversas privadas [o nome de José Sócrates] se o fiz, fi-lo abusivamente e tenho que assumir as responsabilidades, aceitar todas as consequências e pedir as devidas desculpas ao primeiro-ministro»;

3 - Que… «Não respondo a perguntas

 

E, dito isto, saiu porta fora.

Como o “direito ao silêncio” não consta que possa ser invocado nestas circunstâncias, os deputados pediram então a Jaime Gama que informasse a Procuradoria-Geral da República de que a pessoa em questão «incorre no crime de desobediência qualificada.»

 

E agora?...

 

Bem, para já, eu acho que eles estão bem uns para os outros…

 

publicado por flordocardo às 18:37

Abril 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO