07
Set 09

 

 

ciclames

 

 

E AGORA…
 
 
… e agora o teu rosto cega-me
a beleza permanece difícil
o gosto dos teus lábios distante
 
Estas mãos vincadas aguardam teu olhar
luz para o caminho
frescura para o ardor
 
… e agora teus olhos despem-me
recozem minha carne pouco a pouco
dão-me terra e espaço limpo
 
Qual lobo uivando
o amor continua difícil
 
… e agora?...
  
 
Parede, 06.09.2009
 
publicado por flordocardo às 12:45

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


Setembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

14
15
16
17
18
19

20
21
22
24
25
26

29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO