19
Jun 10

 

 

José Saramago morreu ontem, ao princípio da tarde.

Perdoarão que vos diga que deste autor só li um livro, um livro dos seus primórdios da escrita: «Os Poemas Possíveis».

Peguei no «Memorial do Convento» e não o levei até ao fim. O mesmo sucedeu com «O Ano da Morte de Ricardo Reis».

E, todavia, conheci e fui amigo da sua primeira companheira, já falecida, a pintora e gravadora Ilda Reis - que foi quase minha vizinha em mais novo (embora já então separada de Saramago); e também da filha de ambos, Violante Matos. Ele há coisas...

Talvez volte a pegar agora de novo no «Memorial do Convento» que, dizem vozes amigas e que respeito, terá sido o melhor romance (e quiçá o único digno de nota) escrito por Saramago. Acho que é isso mesmo que vou fazer.

E é desse livro que retive isto: «São os sonhos que seguram o mundo na sua ordem».

 

publicado por flordocardo às 00:32

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


Junho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO