29
Jun 10

 

 

A Associação para o Desenvolvimento, num estudo realizado recentemente, identificou 31 por cento de famílias em condições de pobreza, a viverem com 360 euros por mês. São agregados familiares que têm emprego, mas cujos salários não chegam para fazer face às despesas com a casa, alimentação e educação dos filhos.

Os chamados remediados têm trabalhos precários (caso de jovens com qualificações elevadas, ganhando em média 900 euros) e encargos elevados, nomeadamente com a habitação. E não lhes sobra dinheiro para fazerem férias, comprarem um livro ou irem a um cinema.

O estudo chega ainda aos seguintes números: 31 por cento das famílias estão no escalão imediatamente acima do limiar de pobreza - ganham entre 379 e 799 euros; 21 por cento não têm qualquer margem para qualquer despesa inesperada; 12 por cento não conseguem comprar os medicamentos dos quais necessitam.

Em contrapartida temos mais 600 milionários, qualquer deles com mais 850 mil euros de fortuna própria…

 

Pensemos sobre isto - tendo em quanto as frases feitas, do tipo "Estado de Direito", "justiça social", "cooperação estratégica" e outras que tais...

 

publicado por flordocardo às 17:28

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


Junho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO