05
Jul 10

 

 

Porque será que isto me faz "conectar" com a polémica entre a Telefónica e a Portugal Telecom?...

 

ESCUELA DI ESPANHUEL SÓCRATES

 

A verdade é que na entrevista concedida ao jornal El Pais, Sócrates mostra-se desagradado com o governo de Zapatero (sendo que o vice-versa também pode ser verdadeiro). Ora isto é capaz de ter alguma coisa a ver, quiçá, com a pronúncia do castelhano do nosso Primeiro-ministro. A ser assim, aconselho Sócrates a aprofundar, na própria escola a que deu o seu nome, os seus conhecimentos da língua castelhana...

Na realidade, o "castelhano técnico" não basta!

 

publicado por flordocardo às 15:44

 

 

Houve ontem um grande concerto no Estoril Jazz!

 

Charles Lloyd nasceu em 15 de Março de 1938 em Memphis, Tennessee. Tem, portanto, 72 anos; mas não parece. Tocou e toca com grandes nomes do blues e do jazz. E isso nota-se. E também compõe - maravilhosamente.

O concerto de ontem, em formato de quarteto, trouxe-nos grandes músicos e grande música (o que nem sempre acontece em simultâneo).

No posto de comando, Lloyd levou-nos do Tennessee a Chicago e daqui a Paris; transportou-nos depois até às margens do Nilo e pôs-nos a ver constelações do alto de uma pirâmide; conduziu-nos em seguida à Àfrica mais negra e profunda; e dali para a América Latina e Caraíbas, talvez, até regressar às origens.

Com a música de Lloyd e seus pares viaja-se pela terra e pelo ar. Com a sua música reflectimos e dançamos; choramos e rimos; somos atirados ao chão, somos levantados do chão, somos postos a levitar. Com a sua música todos os nossos sentidos se apuram e ficamos maiores. Ficamos em festa e aplaudimos isso.

Há muito tempo que não tinha oportunidade de usufruir de sensações tão intensas ao ouvir/ver jazz (que o jazz, meus caros, é para “ouver”!).

Que quarteto!

Único senão? Por vezes o som. Sobretudo o do piano do fabuloso Jason Moran – muitas vezes abafado pelo conjunto. Já o Estoril Jazz do ano passado tinha, cá para mim, tido problemas deste tipo…

Seja como for, a coisa foi um verdadeiro hapening como há muito tempo não constava cá no coiro do rapaz (exceptuando talvez o concerto da Mingus Big Band, aqui há uns tempos atrás)!

Numa próxima ocasião não percam Charles Lloyd!

 

publicado por flordocardo às 01:54
tags:

04
Jul 10

 

 

 

Abriu ontem, estando patente ao público até dia 11, mais uma edição da Feira Internacional de Artesanato.

Como habitualmente nos últimos anos, esta Feira tem lugar na FIL - Parque das Nações.

 

É sempre de visitar. Sempre!

 

A imaginação dos artesãos não tem limites!

 

publicado por flordocardo às 12:31

 

Tinha saudades de ouvir isto.

publicado por flordocardo às 02:37
tags:

03
Jul 10

 

 

Acabo de ver agora que a ministra da Saúde é uma defensora da sopa caseira.

Com efeito, em visita ontem realizada ao Hospital da Prelada, no Porto, a ministra Ana Jorge falou da crise, da obesidade… e da sopa. Defendeu uma mudança de hábitos de alimentação; o aproveitar da crise para, contendo despesas, passarmos a comer ainda mais e melhor…

«Apelo às crianças e famílias que aproveitem a necessidade de contenção para fazerem sopa em casa, por forma a não gastarem em fast-food que, para além de fazer mal, é mais caro»…

Já alguma vez tivemos uma ministra assim tão inteligente?... A falar assim de uma maneira desassombrada e que toda a gente percebe?...

Não, meus amigos e amigas. Redondamente não! Não há memória alguma!

Esta ministra é um verdadeiro achado! Esta ministra é o paradigma do que qualquer ministra ou ministro devia ser!

 

Façam sopa em casa! Sopa de pedra, com pedras mesmo (se mais não houver)!

 

Viva a ministra!

Viva a Ana!

Viva a sopa!

Pim!!!

 

(PS - se por acaso encontrarem Ana Jorge num Mac, acreditem que não é ela, tá bem?)

 

publicado por flordocardo às 18:51

publicado por flordocardo às 00:48
tags:

 

Acho este poema absolutamente notável.

 

*  * 

 

INVARIANTES

 

Os cavalos não morrem

partem à tarde

para se dessedentarem no rio do relincho

 

Entre os dois azuis, há apenas

a gaivota

 

Só tenho a minha pele

para dormir

só a juta da palavra para cobrir as partes íntimas

 

Apenas as formigas

me sobem aos lábios, me puxam pela língua

 

Sou magro, o frio é a minha camisa

 

                   ZAKARIA MOHAMMED (n. 1951 na cidade de Nablus, na Cisjordânia)

 

(do livro «Pequena Antologia da Poesia Palestiniana Contemporânea», selecção e tradução de Albano Martins - Edições ASA, Fevereiro/2004)

 

 

publicado por flordocardo às 00:30
tags:

02
Jul 10

 

 

Até 22 de Julho estará aberta ao público no Jardim Botânico Tropical, em Belém, Lisboa, a exposição fotográfica “Terra de Linces”, com um conjunto de fotografias verdadeiramente espectaculares do fotógrafo Andoni Canela - fotógrafo profissional de nacionalidade espanhola, especializado em fotografia de natureza.

 

O seu horário é o seguinte:


Dias úteis: 9h00 – 18h00
Fins-de-semana e feriados: 11h00 – 19h00 

 

Eu (que cada vez me sinto mais como uma espécie em vias de extinção) quero ir ver esta exposição, talvez já neste domingo que vem (antes de ir até ao Estoril Jazz assistir ao concerto do extraordinário quarteto de Charles Lloyd, pois o bilhete para ele já cá canta).

 

publicado por flordocardo às 14:58

publicado por flordocardo às 11:32
tags:

 

 

[pulo.jpg] 

 

DESMEMBRAR

 

Eu desmesmbro-te

(eu desmembro-me)

Tu desmembras-me

(tu desmembras-te)

Ele desmembra-nos

(ele desmembra-se)

 

Nós desmembramo-nos

Vós desmembrai-vos

Eles desmembram-nos

Até um dia destes… tudo

ou quase tudo ser claro

e chegar para ser feito

febrilmente

 

(Cruz Quebrada, 03.06.2010)

 

publicado por flordocardo às 02:05

Julho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

17

18

25


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO