23
Ago 10

 folha lavrada.jpg

 

 

 

 

*  *  *

 

 

ALGUMA COISA FAZ SENTIDO

 

No meu peito tenho terra

Fecho os olhos e sinto o cheiro

os gestos

seu eixo incandescente

 

Por dento de mim vibra

por dentro de mim corta

por dentro de mim fala

Por vezes grita

 

Meus olhos tão atentos são de terra

- olhos que a terra hão-de beber

olhos que a terra há-de comer

Assim se faz o meu vinho

 

Alguma coisa faz sentido

 

(Portalegre, 17.08.2010)

 

publicado por flordocardo às 20:24

Dá para ver que Portalegre te inspirou de alguma forma.
Gosto!
ramsés a 24 de Agosto de 2010 às 00:03

Sim, um bocadinho pelo menos.
flordocardo a 24 de Agosto de 2010 às 12:34

Embriágate então no teu vinho, e vive... antes que voltes ao pó de que és feito...
Adorei o poema...
Abraço
Rosinda a 24 de Agosto de 2010 às 11:14

Ainda bem que gostaste.
Abraço! *
flordocardo a 24 de Agosto de 2010 às 12:35

Gosto mais deste poema do que dooutro. Gostos...
incógnito a 24 de Agosto de 2010 às 23:56

Agosto 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
12

15

22



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO