07
Fev 11

 

*   *

 

(Como esta ilha é das gaivotas)

 

Como esta ilha é das gaivotas,

e as gaivotas dos seus gritos,

e os seus gritos do vento

e o vento de ninguém.

 

Assim é esta ilha das gaivotas

e as gaivotas dos seus gritos

e os seus gritos do vento

e o vento de ninguém.

 

                                    HERMAN DE CONINCK (Bélgica, 1944-1997)

 

(do livro «Os hectares da memória» - Tradução colectiva, ‘Mateus, Outubro de 1994’ - Quetzal Editores, 1996)

Image Hosted by ImageShack.us
 

publicado por flordocardo às 00:10
tags:

Gosto muito.
Fica bem!
Melt a 8 de Fevereiro de 2011 às 00:02

Gosto!
(Tudo corre pelo melhor?)
Abração!
TF a 8 de Fevereiro de 2011 às 12:41

Ainda bem. Quanto ao mais, amanhã já terei novidades.
Abraço também para ti!
flordocardo a 9 de Fevereiro de 2011 às 13:11

Quem me dera gritar como as gaivotas e voar bem alto até me perderem de vista. Depois regressava, claro.
Beijinhos
ónix a 9 de Fevereiro de 2011 às 00:00

Claro!!!
flordocardo a 9 de Fevereiro de 2011 às 13:11

Fevereiro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9

15

22
24

27


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO