06
Abr 11

 

*

 

- Sempre que me foi possível, afirmei publicamente que, mais tarde ou mais cedo, haveríamos de pagar com língua de palmo as “ajudas” comunitárias vindas da Europa. As “ajudas” à destruição do nosso tecido produtivo, a pretexto da “modernização”, do “aumento da produtividade” e da “integração europeia”; as “ajudas” do set-aside (limites à produção, através de restrições ao uso da terra); as “ajudas” ao betão; os FEOGA, os FEDER, os FSE, etc.

Fazia então, com alguns outros, parte de uma minoria - da minoria que assim pensava. Mas agora a realidade impôs-se: chegou inapelavelmente a hora de pagar. Diz-se que não há almoços grátis. Não há mesmo e todos os sabemos desde há muito. Chegou a hora de pagar com língua de palmo tanta “amizade” e “solidariedade”. Afinal, a minoria tinha razão!

 

- Está em curso há várias semanas consecutivas a propaganda acelerada de uma cartilha (e não é a Cartilha João de Deus): a cartilha do pague-se aos credores. Com efeito, não se vê nenhum dos partidos parlamentares a dizer algo diferente. E, em consequência, as medidas de austeridade, sejam elas quais sejam, estão assim justificadas e podem mesmo ser agravadas a qualquer momento.

Repudio isto totalmente!

Aliás, é preciso dizer claramente que qualquer recurso a ajuda externa ao nosso país não visa outra coisa que não seja garantir aos credores que os devedores vão pagar o que devem.

Com partidos assim (e banqueiros também!) não escapamos à bancarrota, pois objectivamente os mesmos estão do lado da barricada dos credores e dos especuladores.

 

- Falando de dívida e de défice… Que dizer do que nesta matéria se passa nos EUA, na Itália ou na Bélgica? Porque será que estes países não estão a ser  alvo dos chamados mercados? Não dá que pensar?...

 

- A “ajuda” à Grécia?... A Grécia tem neste momento 15 por cento de desempregados, sendo que os salários reais dos trabalhadores gregos se reduziram em cerca de 30 por cento…

 

E por agora… 

 

publicado por flordocardo às 12:44

Não queremos ajuda desta espécie .só nos enterrará mais...queremos um governo do povo para o povo , ser serventias para Bruxelas/Alemanha e FMI!
Porto Santo a 6 de Abril de 2011 às 19:53

Há muito que precisamos de um governo sem serventias, essa é que é essa!
Força!
flordocardo a 8 de Abril de 2011 às 13:38

Na verdade, as minorias têm muitas vezes razão.
Abraço!
M. Silvino a 6 de Abril de 2011 às 22:54

Pois é! Elas não podem nem devem ser silenciadas.
Abraço!
flordocardo a 8 de Abril de 2011 às 13:38

Corcordo em pleno!
Bjs!
Melt a 7 de Abril de 2011 às 22:23

Ainda bem!
Bjs! *
flordocardo a 8 de Abril de 2011 às 13:39

Farta de baixarmos as calças à união europeia... parecemos uns desgraçadinhos a pedir esmola. Mas deixa lá que vamos pagar caro a esmola dada. Fónix!!!
ónix a 8 de Abril de 2011 às 23:28

Como é que é dito popular? Quanto mais te baixas...
Vamos erguer-nos, vais ver!
Bjões!***
flordocardo a 8 de Abril de 2011 às 23:32

Abril 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO