14
Dez 09

 

 

Contando com a cumplicidade do governo, a questão do salário mínimo nacional está a ser transformada numa opereta de baixo nível pelo patronato português.
 
Há dias, o novo executivo do engº. Sócrates resolveu anunciar que mantinha o compromisso anteriormente assumido (e, aliás, acordado entre as respectivas partes) de aumentar o salário mínimo para 475 euros, já a partir de Janeiro de 2010. Fez tal anúncio em face de declarações patronais de que, perante a actual crise, o nível de aumento acordado para o salário mínimo não podia ir em frente…
 
O que o governo não disse foi que, meio à sorrelfa, tinha já dado contrapartidas às empresas e respectivos patrões, tais como: cobrar-lhes menos 1 por cento de taxa social única em 2010; e, nos casos das dívidas das empresas à Segurança Social, proporcionar-lhes a possibilidade de resolverem o assunto em 120 prestações suaves…
 
Resultado prático: parte do aumento de 25 euros/mês no salário mínimo vai acabar por ser directamente suportada pela Segurança Social. O que significa que o governo resolveu ceder ao patronato facilidades não previstas no acordo celebrado em 2006 sobre esta matéria. Neste campo, portanto, parece que não interessa muito ao governo a «dívida pública» nem a famigerada «crise da Segurança Social»…
 
Hoje, todavia, o patronato voltou a terreiro, dizendo que, afinal, não é possível subir o salário mínimo para além dos 460 euros (pelo que este, nesta eventualidade, só aumentaria 10 euros a partir de Janeiro do próximo ano).
 
Ora, face a isto, a Ministra do Trabalho recusou-se a prestar declarações. Só as faria depois da reunião de Concertação Social, marcada para a próxima quinta-feira…
 
Creio não ser difícil perceber que o patronato está a reclamar novas contrapartidas. Creio não ser difícil adivinhar o resultado que vai dar esta «concertação estratégica» entre patrões e governo…Isto, claro está, caso os trabalhadores não se levantem em luta contra esta opereta – autêntica salabórdia sem nome!!!

 

publicado por flordocardo às 23:29

Dezembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO