29
Dez 11

 

*   *

 

ULTRAPASSAR A MORTE

 

Quando menos estás à espera (ao
desfazer uma curva) ela
surge-te pela frente subitamente concreta.
Está lá sempre à tua espera.
A carrinha funerária: barra-te agora o caminho
(caixa de vidro vazia onde nem pensas entrar).
Impossível suborná-la
(guiar de olhos cerrados?)
num átimo a cingirias nesta
fila indiana. Por isso
pedal a fundo desperta da letargia
(as melhores anedotas contam-se nos funerais).
Quando menos estás à espera ela
toca-te na sorte e
(tens que o fazer pelos vivos:) tens
que
ultrapassar a morte.

 

                             João Luís Barreto Guimarães (n. 1967)

 

(do livro «A Parte pelo Todo» - Quasi, 2009)

 

publicado por flordocardo às 00:11
tags:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


Dezembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9


21



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO