07
Mai 09

 

 

«Bloco Central». De repente, não se fala de outra coisa.

 

A expressão começou por designar o governo PS/PSD (IX Governo Constitucional), chefiado pelo Dr. Mário Soares, o qual esteve no poder entre Junho de 1983 e Novembro de 1985. Depois dos acordos estabelecidos com o FMI, iniciados em Agosto de 1978 (lembram-se?), foi a este executivo que coube dar os grandes passos em frente rumo à adesão à CEE, depois completados por Cavaco Silva (que entrou em cena em 6 de Novembro de 1985, com «maioria absoluta» e para fazer as «reformas estruturais»…).

 

Ora esta «Santa Aliança» foi-se mantendo até hoje, embora sob formas diversas, e partilhando o poder à vez. Daí que a expressão «bloco central» tenha passado a designar uma espécie de «bloco de interesses» e de partilha do poder a nível governativo, mas igualmente ao nível da gestão de empresas públicas, privadas ou de parceria público-privada - gestão que, de facto, foi tomada de assalto pelas abelhas rosas e laranjas (colorações que, de facto, têm tudo a ver - está cientificamente provado - com os «produtos tóxicos»).

 

Relembradas estas coisas, do que se fala agora é da possibilidade de vir a surgir por aí um governo minoritário ou, em alternativa, um novo governo de coligação PS/PSD. Em resultado de tal eventualidade, estão a fazer-se ouvir os prós e os contras – quer do lado do PS, quer do lado do PSD.

 

Os contras fazem-me lembrar o «Fado Toninho». Conhecem? Dos «DEOLINDA»?

 

(Se não me seguram

dou-lhe forte e feio!

Beijinhos na boca…

Arrepios no peito…)

 

Os prós fazem-me lembrar uns meninos que, diante do medo, assobiam  no escuro…

 

Porém, é absolutamente claro que uns e outros estão possuídos pelo medo. Só que os primeiros armam-se em meninos gabarolas que usam faca na liga, enquanto os segundos afivelam a máscara de meninos atinados, «ponderados» e «pragmáticos».

 

Ora, é precisamente aqui que reside o cerne da questão. Têm medo de quê?

 

Têm medo (por serem patriotas) que o país se afunde?

 

Ou têm medo que o poder lhes saia das mãos?

 

Inclino-me para a segunda possibilidade.

 

Mas de uma coisa tenho plena certeza: um governo saído de eleições só tem medo de ser minoritário se a política que se propõe aplicar só servir a minoria; pois se servir a maioria, de que é que há-de ter medo um tal governo?

 

Alguém me esclarece?

 

Eu deixo o candeeiro para vos iluminar.

 

 

publicado por flordocardo às 18:02

Não existe, em toda a história, um governo que salvaguarde os interesses das maiorias!
Essa sim, é a verdadeira utopia!
Sílvia a 8 de Maio de 2009 às 11:30

Revolta-te, cidadão! Vota em branco nas próximas eleições!
Jorge Lopes a 10 de Maio de 2009 às 11:52

Melhor... vota.... mas não em branco... sei la se alguem não o faz seu e vota onde eu menos queria?, melhor votando anulando o voto, comentando mas em branco parece arriscado, é que eles querem tanto a maioria que não sei não?
Ana de Sousa Pais a 11 de Maio de 2009 às 17:32

Bem... é verdade, corre-se esse risco... Votemos então nulo! Porque não? O que é necessário é retirar legitimidade política a um regime, a uma classe política profundamente corrupta. REVOLTA-TE, CIDADÃO. VOTA NULO NAS PRÓXIMAS ELEIÇÕES!
Jorge Lopes a 11 de Maio de 2009 às 21:15

Nunca se vota em branco, amigo; não vá o diabo tecê-las...

E quer(em) uma opinião? Se eu não tivesse confiança absoluta em quem vou votar, eu só faria uma coisa: nas actuais circunstâncias votava em qualquer força política menos naquelas que têm representação parlamentar...

Noutra ocasião talvez se propicie explicar melhor a razão de ser de dar o «benefício da dúvida» a essas outras forças políticas extra-parlamentares.

Abraço(s)!
flordocardo a 13 de Maio de 2009 às 20:11

Este artigo só poderia merecer nota máxima e o remate bem podia servir de frase do dia a qualquer bloguista:
(de uma coisa tenho plena certeza: um governo saído de eleições só tem medo de ser minoritário se a política que se propõe aplicar só servir a minoria; pois se servir a maioria, de que é que há-de ter medo um tal governo?)

Alguém me esclarece?

Ora bem! Eu posso esclarecer, mas decerto que o seu pedido é uma oportuna metáfora, já que, como nenhum deles pretende governar em prol da maioria, só se safam engendrando a sua própria maioria que ajudará a minoria a governar-se.
João Chamiço a 10 de Maio de 2009 às 22:33

Bom... andava a "espreitar" alguns Blogs, coisa que faço muitas vezes e deparei com uma reflexão que eu incessantemente faço a alguns amigos, pois nunca entendi muito bem a fobia dos Governos em serem maioria, quer dizer eu entender entendia, mas achava demasiado obvio, para que mais ninguém não visse, e continuassem a alimentar esta fobia de PODER e não de governar ou gerir os destinos do País, mas acabava por me calar, oprimida por várias teses Socialistas, mas sem entender bem, no entanto hoje vejo alguém escrever ponto por ponto tudo aquilo que eu sempre pensei, e eu que nem sempre, melhor, quase nunca, comento blogs que não conheço, vejo-me aqui a escrever e a CONCORDAR completamente com a sua análise, Obrigada por a expor, já não me sinto sozinha, e a partir de agora vou ser leitora... Ana
ana de sousa pais a 11 de Maio de 2009 às 17:28

Obrigado, ASP.

Costuma-se dizer que «antes sozinho do que mal acompanhado», não é? Mas é sempre melhor sentirmos companhia, essa é que é essa!

Escreva mais e, já agora, divulgue o blogue. E desculpa lá esta resposta tardia.
flordocardo a 13 de Maio de 2009 às 20:03

E porque não votar MRPP, não seria uma boa altura de voltarmos esta página de marasmo em que encontramos?!

Porto Santo
Porto Santo a 15 de Maio de 2009 às 11:24

Um ano depois o "bloco central" volta a atacar em força, não é?
Mas concordo com o que aqui está dito.
anónimo a 25 de Maio de 2010 às 10:36

Volta a atacar em força - e contra nós, é claro!
Continue a passar por aqui, pois será sempre bem vindo (a).
flordocardo a 25 de Maio de 2010 às 14:55

Maio 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
12
16

18
20
21
22
23

24
26
27
28
29
30

31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO