27
Mar 12

 

  *   *

 

SAI DE CASA

 

Rasga este poema depois de o leres.

E depois espalha os bocados

Pelo vasto mundo

Ou então na tua rua, vai à aldeia, à praia,

Atira-o ao mar, deita-o ao lixo,

Para que venha o vento, o sol, a chuva, os homens do lixo,

Acabar com ele de vez.

Passado um dia,

Sai de casa e procura

Encontrá-lo de novo.

 

                                              Manuel Resende (n. 1948)

 

(do livro «O mundo clamoroso» - Angelus Novus Editora/2004)

 

publicado por flordocardo às 00:36
tags:

Belo mesmo deitando ao lixo...
porto santo a 27 de Março de 2012 às 23:13

Março 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9



29


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO