24
Abr 12

 

 

*   *   *

 

AVISO EM PORTA DE LIVRARIA

Não leiam delicados este livro,
sobretudo os heróis do palavrão doméstico,
as ninfas machas, as vestais do puro,
os que andam aos pulinhos num pé só,
com as duas castas mãos uma atrás e outra adiante,
enquanto com a terceira vão tapando a boca
dos que andam com dois pés sem medo das palavras.

...E quem de amor não sabe fuja dele:
qualquer amor desde o da carne àquele
que só de si se move, não movido
de prémio vil, mas alto e quase eterno.
De amor e de poesia e de ter pátria
aqui se trata: que a ralé não passe
este limiar sagrado e não se atreva
a encher de ratos este espaço livre
onde se morre em dignidade humana
a dor de haver nascido em Portugal
sem mais remédio que trazê-lo n’alma.

(25/1/1972)

                                           Jorge de Sena (1919 - 1978)

(do livro «Poesia III (Peregrinatio ad loca infecta, Exorcismos, Camões dirige-se aos seus contemporâneos, Conheço o Sal... e Outros Poemas, Sobre Esta Praia...)» - Moraes Editores, 1978)
 
publicado por flordocardo às 01:57
tags:

Muito bom!
E como vai essa saúde? Abraço!
TF a 24 de Abril de 2012 às 14:19

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


Abril 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9


26
28



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO