16
Jan 13

 

 

*   *   *

 

 

 

A Câmara Municipal de Cascais dispõe de uma entidade designada por “Cascais Próxima - Gestão da Mobilidade, Espaços Urbanos e Energias” que, entre outras coisas, provavelmente inconfessáveis, trata de promover multas por estacionamento automóvel indevido e sua respectiva execução.

 

No passado dia 9 o meu filho foi autuado por uma agente da “Cascais Próxima” na Parede, por ter deixado o seu carro em “zona de estacionamento de duração limitada, sem efectuar o respectivo pagamento”. A multa (“coima aplicável”, oscilando entre 30 a 150 euros) devia ser paga no prazo de 5 dias úteis, em Cascais, devendo o autuado apresentar-se munido do Cartão de Cidadão, BI ou Passaporte e respectiva Carta de Condução.

 

Como o meu filho já não podia deslocar-se a Cascais nesse dia e no seguinte ia trabalhar para os Olivais, em Lisboa, eu fiquei de tratar do assunto por ele, julgando poder fazê-lo mesmo não sendo eu o autuado. Puro engano, meus caros…

 

No dia 14 dirigi-me até Cascais, munido de 60 euros (não fosse o diabo tecê-las…), do bilhete deixado pela agente no carro do meu filho e do meu BI. Ao apresentar o dito bilhete/multa foi-me perguntado se era o proprietário da viatura. Respondi que não, que era o pai do autuado. Pediram-me então a minha Carta de Condução, tendo eu respondido que não possuía tal coisa, mas que tinha o meu BI (que logo apresentei) e estava disposto a pagar a coima e assinar os papéis que fossem necessários. Que não senhora, não podia ser; ou apresentava Carta de Condução, ou então teria o próprio proprietário da viatura que se dirigir ali para tratar do assunto. Expliquei que o meu filho estava impossibilitado de o fazer e que ou recebiam o meu dinheiro ou ninguém pagava nada… “Então faça como entender…”, responderam-me.

 

Antes que eu perdesse a cabeça, resolvi virar costas e desandar dali.

 

Ficam V. Exas. a saber, nestes termos, que para pagar em Cascais uma multa por estacionamento indevido é preciso ir lá alguém munido de Carta de Condução; pode ser o tio, ou a prima, ou o padrinho do autuado desde que disponha da dita Carta, mas não o pai do autuado sem a mesma. Chama-se a isto "eficiência"... "Eficiência" numa edilidade chefiada pelo PSD.

 

E esta, hem?!

 

Alguém me explica, please?...

 

publicado por flordocardo às 23:46

Isto não se trata de eficiência,nem de bom senso,nem sequer de burocracia é simplesmente estupidez.
Mais gente para receber à nossa conta !!!!!!.
Estes senhores nem se dão ao luxo de indicarem o número de telefone(qual sociedade secreta) para não serem incomodados.
Sergio a 10 de Janeiro de 2017 às 18:44

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


Janeiro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9

13
18

22
23

27
28
29
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO