21
Jan 13

 

*   *   *

 

 

Soube-se há uns dias que em 2011 o Sr. Ricardo Salgado, do BES, se “esqueceu” de declarar ao fisco 8,5 milhões de euros.

Recordei-me logo que em Abril desse ano de 2011 o banqueiro em questão foi à televisão dizer que a situação portuguesa era preocupante e que seria necessário pedir um resgate financeiro. Sócrates, então Primeiro-ministro, logo acabou por seguir o conselho do venerável banqueiro…

O resgate tem servido, entretanto e unicamente, para salvar gente como o Sr. Salgado que, no entanto, em entrevista à última edição do «Expresso», afirma que «os banqueiros saíram mal desta crise financeira, de uma forma geral». E acrescenta que «a correcção dos erros do país está a ser feita». Pudera!...

É claro que, entretanto, o Sr. Salgado fez saber que regularizou a sua situação perante o fisco e que está «tranquilo» relativamente aos processos que estão a ser investigados pela Justiça e que envolvem quadros do BES.

Uma coisa eu sei: é gente do tipo do Sr. Salgado que arranja capatazes para os governos do capital que temos tido, despedindo-os e substituindo-os quando acha conveniente. Capatazes esses que continuaremos a carregar às costas enquanto não virarmos tudo isto do avesso - incluindo, é claro, gente da estirpe mandante e «tranquila» do género do Sr. Salgado!

 

(PS – Talvez seja para evitar que tudo seja virado do avesso que o orçamento do MAI foi aumentado este ano, não acham?)

 

publicado por flordocardo às 13:14

Cá pra mim o fulano está mesmo bom pra salgar...
ramsés a 24 de Janeiro de 2013 às 14:32

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


Janeiro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9

13
18

22
23

27
28
29
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO