01
Mar 10

 

 

O economista-chefe do Fundo Monetário Internacional (FMI), um tal senhor Blanchard, fez há dias o retrato daquilo que nos espera, daquilo que aí vem: as economias mais fracas vão levar em cima com 10 a 20 anos de «políticas restritivas» para se recomporem da crise; a redução do défice vai ser «extremamente dolorosa»; e os «sacrifícios sobre os salários serão inevitáveis» (excepto, certamente, sobre o salário dele).
 
O homem quer que amochemos. Será que iremos amochar?!

 

 

(PS - Se descobrirem o telefone do economista-chefe telefonem-lhe a dizer que NÃO! Todos! É só uma ideia...)

publicado por flordocardo às 19:09

Março 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9


22



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO